Home Studio 09

Home Studio: Condicionamento X Isolamento Acústico

“Vou fazer um Home Studio no meu apê, o rapaz da loja disse que se eu comprar os materiais certos tipo espumas e lã de rocha, dá pra fazer e ficar com uma acústica legal“. “Tinham que colocar aqui nesse salão umas espumas daquelas, tipo caixas de ovos para o som não vazar”… Sabendo que nem todos disponibilizam desse tempo, neste post vamos elucidar esse tema para você não cair em armadilhas por aí.

Certamente você já ouviu uma destas frases ou já se pegou pensando e até se questionando sobre a veracidade delas. A verdade é que frases assim são quase ditos populares e, na maioria das vezes, as pessoas não fazem ideia do por que estão falando isso. O que não é nenhum absurdo, pois se trata de um assunto que demanda uma certa dedicação a livros de física e a um de seus temas, a acústica. O maior problema é quando são usadas por “profissionais” a fim de vender ou justificar algum serviço.

Condicionamento e isolamento para Home Studio – O que são? Você sabe a diferença?

Nas frases que vimos acima há uma confusão entre condicionamento acústico e isolamento acústico. Embora cada um tenha influência sobre o outro, eles se propõem a efeitos bastante diferentes. Para entender a diferença simples entre eles, precisamos saber algumas definições básicas:

Acústica: É o comportamento de um espaço em relação ao som produzido em seu interior.
Tratamento Acústico: É o trabalho de criar uma “boa acústica” em um ambiente. Ele se divide em duas partes bem diferentes:

– Isolamento acústico: Consiste em não deixar passar o som de dentro para fora, nem de fora para dentro de um ambiente.
– Condicionamento acústico: Consiste em criar uma sonoridade agradável dentro do ambiente (Home Studio), controlando a reverberação e os ecos, consertando problemas modais e promovendo uma resposta de frequências adequadas ao tipo de utilização.

Voltando às frases do inicio, vimos que foram usadas palavras como “espumas”, “vazar”, “lã de rocha” e “acústica legal”. Todas elas estão no mesmo contexto, porém usadas de forma errada. O grande X da questão é de que maneira é feito esse condicionamento e/ou isolamento. Com alguns rápidos exemplos, é possível ficar por dentro e não ser passado para trás.

Isolamento acústico

O som é extremamente insidioso e basta qualquer fresta ou abertura mal vedada para haver enorme quantidade de vazamento. Existem duas formas de transmissão sonora:

Aérea: Através de qualquer passagem aberta, janelas, portas, dutos sem vedação e etc.;
Estrutural: Que é transmitida pela vibração de paredes, lajes, portas leves e etc… Até pelo solo pode haver essa transmissão.

Home Studio - Isolamento Acústico

Para a realização desse isolamento, citamos alguns exemplos. Em um mundo ideal, onde não existem problemas com orçamento e espaço físico, usamos paredes duplas e triplas e o conceito box-in-a-box, em que é construída uma sala totalmente flutuante e acusticamente isolada dentro da sala original.

Em um mundo mais próximo do real, onde o orçamento na maioria das vezes é apertado e o espaço físico nem sempre ajuda, podemos usar paredes de gesso acartonado, paredes de madeira, piso flutuante e teto flutuante.

É claro que em termos de acústica, os primeiros garantem o isolamento perfeito do eu Home Studio. Porém, os segundos não impossibilitam você de chegar a um bom resultado para o projeto.

Condicionamento acústico

Aqui sim pensamos em revestimentos, espumas, painéis e caixas de ovos. Todos os materiais podem servir no condicionamento de uma sala: tecidos, pedras, madeiras e vidros, entre outros. Eles são divididos em categorias e todos têm seu índice de absorção acústica que é bom ou ruim para determinada faixa de frequência.

Home Studio - Condicionamento AcústicoA escolha desses materiais não leva em consideração apenas esse índice. Algumas características da sala também fazem parte dessa escolha: Para que tipo de som ela foi desenvolvida, suas dimensões, o tempo de reverberação ideal para cada frequência e o índice médio de absorção que se deseja atingir.

O estudo desses índices e características requer extrema dedicação e até merece um outro post.

Curiosidades

• Uma abertura de menos de 10% pode deixar passar mais de 90% do som.
• Lã de vidro e lã de rocha são usadas tanto no condicionamento, quanto no isolamento. Neste caso, elas são colocadas entre as paredes como preenchimento e servem para dar um reforço no isolamento.

Não vamos encher as paredes de espumas ou sair revestindo tudo com lã de rocha porque o resultado não será o esperado. Você apenas vai gastar seu tempo e dinheiro, além de arrumar o maior transtorno com os vizinhos.

Existem duas maneiras de chegar a um bom resultado: O primeiro é, arregaçar as mangas e fazer sozinhoo seu Home Studio. Você vai precisar investir tempo e dinheiro nos estudos e nas obras, porém não é impossível além de ser um tanto lúdico. O segundo é contratar uma empresa séria e de confiança. Por fim, é só relaxar e curtir o som!

E você? Já teve alguma experiência com tratamento acústico? Conte para a gente!

0 3424

Leave a Reply